Se nós quisermos ver uma nova cosmovisão implantada nos corações dos homens, os homens tem que ser convertidos a Deus em Jesus Cristo por meio de Sua Palavra e Espírito, quer dizer, por meio da fé nas boas novas da cruz. Nesta mensagem, o homem é restaurado a Deus, seu Criador e Salvador, seu pecado é perdoado, sua natureza melhorada, sua relação com o mundo mudada e seu futuro garantido. Só o evangelho é capaz de mudar a vida e o pensamento de um homem, de dentro para fora. Esta mensagem é vital para o êxito de nossa cosmovisão.
A morte e ressurreição de Cristo é o princípio transformador do calvinismo. Pela morte de Jesus, Cristo mesmo apresenta os pecadores como justos diante de Deus. Por Sua ressurreição vence a morte e nos assegura uma glorificação futura. Jesus mesmo pagou o castigo inteiro de nossos pecados de modo que  já não há condenação para os que estão Nele. O juízo de Deus em Cristo tem sido desfeito. Nos redimiu da culpa do pecado. Mas a verdade é que tem feito muito mais que isso. Também nos salvou do poder do pecado. Como Machen observou faz muitos anos, “O Novo Testamento não termina com a morte de Cristo… a morte resultou na ressurreição, e Sua ressurreição como Sua morte, foi por nós. Jesus ressuscitou dos mortos para uma vida de glória e de poder, e a esta vida introduz aqueles por quem morreu. O cristão, com base na obra redentora de Cristo, não está somente morte para o pecado, mas também vive para Deus”. Esta vida se vive para Deus, diante de Sua face e consiste de todas nossas atividades humanas aqui na terra. E o que aqui Deus começou, na glória será consumado e estaremos para sempre com o Senhor.
O calvinismo carece de poder sem esta mensagem, porque a cruz é o seu princípio fundador. Na cruz, toda sua cosmovisão se encontra. A redenção e restauração a Deus por meio de Seu Filho, que é a imagem do Deus invisível, é o poder de Deus para a transformação: do pecado para a santidade, do pecador ao santo, da criação caída para a nova criação. Esta é uma obra de Deus e o calvinismo não verá êxito a menos que Deus atue poderosa e milagrosamente nos corações dos homens. O calvinismo não é uma mera filosofia, sinal um princípio vital religioso de fé em Deus por meio de Jesus Cristo, onde Cristo é Soberano da nova criação, mediante Seu sangue e ressurreição. O homem não pode salvar-se a si mesmo. O homem não pode encontrar Deus por si mesmo. O homem, estando morto em seus pecados, não pode levantar-se. Só Deus pode levantar o homem e dar-lhe nova vida. A salvação é de Deus.
Nicholas Lammé
In: Una mente cristiana