Esboço de Sermão
Hc 2.1 

Introdução: 

1.        Ilustração: Filme “O Todo Poderoso” – o arquivamento de pedidos de oração. 

2.       Nos versículos anteriores, Habacuque havia colocado diante de Deus sua causa e cobrado dEle uma posição compatível com Seu caráter santo e Seus atributos majestosos. 

3.       Agora, o profeta conversa consigo mesmo e encoraja a si mesmo para esperar a resposta de Deus. Ele resolve se colocar no seu observatório e esperar pela revelação que Deus haveria de dar à sua questão. 

4.      Ele não apenas ora, como também aguarda uma resposta. 

5.       Como aguardar a resposta de Deus? 

I. Devemos ir à presença de Deus e colocar nossa causa em Suas mãos: 

1.        Devemos confiar o nosso problema a Deus. Que significa isso na prática? Temos que desligar-nos do problema. Desligar-nos do problema não significa fingir que o problema não existe, mas entregá-lo confiantemente a Deus. 

2.       Uma vez que levamos o problema a Deus, devemos deixar de nos preocupar com ele. Devemos dar as costas ao problema e concentrar nossa contemplação em Deus. (Ilustração: o exemplo de Pedro). 

3.       Se você confiou o seu problema a Deus e continua pensando em seu problema, significa que as suas orações não foram verdadeiras. Recuse-se resolutamente a pensar nesse problema e a falar sobre ele. 

II. Devemos aguardar uma resposta específica de Deus ao nosso clamor: 

1.        Se orarmos a Deus, devemos esperar respostas às nossas orações. Tendo confiado o nosso problema a Deus, devemos esperar pela resposta de Deus. 

2.       Tantas vezes falhamos porque oramos a Deus e depois nos esquecemos. Se oramos, devemos esperar pelas respostas. 

3.       Precisamos, depois de orar, continuar confiando em Deus e aguardar confiantemente pela sua resposta. 

III. Devemos vigiar e aguardar a resposta: 

1.        Devemos vigiar ardorosa e persistentemente, como este vigia ficou fazendo no alto da sua torre. Devemos acreditar que Deus é sempre fiel à Sua palavra, e que as Suas promessas nunca falham. 

2.       Se cremos que Deus é nosso Pai, e que até os cabelos da nossa cabeça estão todos contados, e que Deus se interessa muito mais por nosso bem-estar do que nós mesmos, então, podemos ter a certeza de que Deus nos responderá. 

3.       Nada mostra tanto o caráter da nossa fé como a nossa conduta e a nossa atitude depois de termos orado. Os homens de fé não somente oravam, mas também esperavam respostas. 

Conclusão e Aplicações: 

1.        Não basta orar, contar a Deus as nossas perplexidades e simplesmente lançar o fardo sobre o Senhor. Temos que ir além e esperar em Deus. 

2.       Habacuque declarou sua dúvida sincera a Deus, não a um “confidente” humano. Se fizéssemos isso, em vez de desabafar nossas dúvidas em ouvidos humanos, seríamos poupados de muitas inquietações. 

3.       Assim, como Habacuque teve a liberdade de abrir o coração para Deus, também devemos nos abrir para o Senhor. Deus tem prazer em ouvir e responder as orações dos seus servos.
4. Não importa qual seja a causa, não se permita ficar ansioso, e nunca se permita ficar sobrecarregado ou consumido pela preocupação.

Autor: Luciano Paes Landim

Fonte: Blog do Pr Luciano Paes Landim