Amados irmãos, quero convidá-los a abrirem as suas bíblias no livro de Atos dos Apóstolos, capítulo 8, a partir do versículo 26. Livro escrito pelo evangelista Lucas, o médico amado e a quem recorreremos  para desfrutar da saborosa palavra do Senhor nesta oportunidade.

(Esboço da mensagem pregada 14/04/2013)

26. Um anjo do Senhor disse a Filipe: “Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza”. 27. Ele se levantou e partiu. No caminho encontrou um eunuco etíope, um oficial importante, encarregado de todos os tesouros de Candace, rainha dos etíopes. Esse homem viera a Jerusalém para adorar a Deus e, 28. de volta para casa, sentado em sua carruagem, lia o livro do profeta Isaías. 29. E o Espírito disse a Filipe: “Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a”. 30. Então Filipe correu para a carruagem, ouviu o homem lendo o profeta Isaías e lhe perguntou: “O senhor entende o que está lendo? “ 31. Ele respondeu: “Como posso entender se alguém não me explicar? ” Assim, convidou Filipe para subir e sentar-se ao seu lado. 32. O eunuco estava lendo esta passagem da Escritura: “Ele foi levado como ovelha para o matadouro, e como cordeiro mudo diante do tosquiador, ele não abriu a sua boca. 33. Em sua humilhação foi privado de justiça. Quem pode falar dos seus descendentes? Pois a sua vida foi tirada da terra”. 34. O eunuco perguntou a Filipe: “Diga-me, por favor: de quem o profeta está falando? De si próprio ou de outro? “ 35. Então Filipe, começando com aquela passagem da Escritura, anunciou-lhe as boas novas de Jesus. 36. Prosseguindo pela estrada, chegaram a um lugar onde havia água. O eunuco disse: “Olhe, aqui há água. Que me impede de ser batizado? “37. Disse Filipe: “Você pode, se crê de todo o coração”. O eunuco respondeu: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus”. 38. Assim, deu ordem para parar a carruagem. Então Filipe e o eunuco desceram à água, e Filipe o batizou. 39. Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente. O eunuco não o viu mais e, cheio de alegria, seguiu o seu caminho.

INTRODUÇÃO
O texto que lemos possui importantes revelações da parte de Deus para nós. A bíblia é um livro para ser interpretado à luz do Espírito Santo, e se não for assim, o leremos apenas como um simples livro de histórias. Nesta passagem, encontramos Felipe, o diácono, posteriormente chamado de evangelista. Seu ministério se desenvolve após o apedrejamento de Estevão, também diácono.  O nome desses dois é mais proeminente no novo testamento, em especial, Atos dos Apóstolos, do que os próprios apóstolos. É comum, ouvirmos pregações onde se confunde Felipe o Apóstolo com Felipe o Diácono, porém os dois são pessoas diferentes vivendo em tempos e lugares diferentes. O Felipe que falamos levou o evangelho a Samaria, onde seu ministério foi extremamente frutífero. Podemos ler isto em Atos 8.5-8, onde a palavra nos fala dos sinais miraculosos, das curas e da felicidade do povo em poder estar junto a um homem tão especial quanto Felipe. Ele também era pai de 4 filhas, e as 4 eram profetizas (Atos 21.9), mostrando que Felipe cumpria a sua função de bom pai e bom marido, sabendo conduzir bem a sua família.

INTRODUÇÃO DO TEMA
O primeiro fato que nos chama atenção neste texto está inserido no início do texto contando a história de Felipe e o Etíope. Diz a palavra de Deus que “um anjo do Senhor disse a Felipe: Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém à Gaza”. Isto nos mostra a intimidade que este homem tinha com Deus, a ponto de poder ouvir nitidamente a voz dos anjos do Senhor e também nos mostra algo ainda mais interessante e pouco difundido nos dias de hoje: OBEDIÊNCIA.  Felipe tinha um ministério frutífero em SAMARIA, era homem influente naquela região e muito respeitado, já tinha visto seu amigo ser apedrejado por Judeus ortodoxos conservadores, certamente já havia passado fome e muitas outras dificuldades e agora, um anjo do Senhor lhe dá uma ordem,  “vai para uma estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza” – Uma viagem longa de aproximadamente 60 quilômetros, para um lugar deserto, atravessando uma cidade contrária a sua pregação, e por uma estrada praticamente inutilizada, por isto chamada de “deserta”. Ora! O que esperar de uma ordem como esta vinda dos céus?  Como entender os propósitos de Deus?

Deus não aceita zona de conforto
Quando Deus tem um chamado para sua vida Ele jamais vai permitir que você se feche em uma ZONA DE CONFORTO. Deus sempre vai chamar pessoas especiais para obras especiais e você precisa estar atento para isto. Não foi Abraão que chamou Deus, foi Deus quem chamou Abraão, não foi Gideão quem escolheu Deus, mas Deus escolheu Gideão, não foi Moisés que escolheu Deus, mas Deus escolheu Moisés, e eu posso afirmar com certeza: “Não foi você que escolheu Deus, mas foi Deus quem te escolheu e é por este motivo que você está aqui nesta noite (ou é por isto que você está lendo este texto)”, e Deus não nos escolhe para sermos apenas libertos. Esta é uma confusão comum no meio evangélico: DEUS DE TE ESCOLHEU PARA DAR LIBERDADE AOS CATIVOS! – Você pode até pensar que a sua missão já está pronta, e você já fez todo o possível, mas esta palavra veio para confrontá-lo e provar que ainda tem muita glória pela frente! Eu disse Glória, porque no final da sua carreira, certamente você vai receber a glória de Deus!

Às vezes olhamos para a nossa obra e achamos necessário ganhar multidões, construir grandes templos e fazer coisas totalmente inéditas, mas a obra do Senhor é simples. Uma pequena palavra, um esforço a mais e você pode mudar a vida de um pessoa, que vai mudar a vida de uma família e consequentemente  mudar a vida de uma nação, e este texto trata a respeito da mudança de vida de um homem, que transformou a vida de um continente. O profeta Habacuque nos ensina a pescar com anzol, e este é o método de Jesus, pega um, traz para a glória, enche de glória e multiplica a glória! – 2ª. Coríntios 3.18Ora, o Senhor é o Espírito e, onde está o Espírito do Senhor ali há liberdade. 18 E todos nós, que com a face descoberta contemplamos a glória do Senhor segundo a sua imagem estamos sendo transformados com glória cada vez maior, a qual vem do Senhor que é o Espírito. É para isto que fomos chamados, fomos levados à glória, cheios de glória para multiplicar a glória. Você é um multiplicador de bênçãos! Você é um multiplicador da glória do Senhor.

Levanta e anda.
Em atos 8.27 a bíblia diz: “Ele (Felipe) se levantou e partiu…”. Querido irmão(ã), “sentado no banco da praça” não vai acontecer na da na sua vida. Você quer ver resultado prático da sua fé então “levante e ande”. Vá em frente, lute, busque, procure. Felipe não se importou em deixar tudo para trás e ir obedecer a Deus. Deus não dá ordem de derrota, Deus só dá ordem de vitória: Vá e vença, vá e conquiste, vá e cure, vá e encontre. Se você continuar parado estagnado nesta situação em que você está o seu problema e a sua dificuldade jamais serão vencidos e pior ainda, o problema das outras pessoas à sua volta, dependentes de você, também jamais serão vencidos.

Obediência x liberdade
O texto continua dizendo: … “No caminho encontrou um Eunuco etíope, um oficial importante, encarregado de todos os tesouros de Candace, rainha dos etíopes…”
Veja como são os caminhos do Senhor, Felipe saiu de Samaria, andou 60 quilômetros até encontrar este homem. A bíblia nos diz algumas coisas a respeito dele. A primeira é que ele era um EUNUCO. Eunuco é um homem privado da sua sexualidade, castrado por castigo, ou de nascença. Um eunuco não pode ter filhos, por analogia poderíamos também dizer “não pode dar frutos”, e sabemos que sem frutos, somos condenados. Nos dias de hoje, há pessoas impossibilitadas de ter filhos, e encara-se com grande naturalidade, porém a lei mosaica era clara em Deuteronômio 23:1 lemos – “Ninguém que se tenha tornado eunuco, por acidente ou por mutilação, entrará na assembleia do Senhor”. Um homem castrado, ou Eunuco, era excluído da congregação, não poderia exercer nenhum tipo de atividade sacerdotal, nem tão pouco entrar no templo e como tal, também estava destituído da sociedade como um todo, sua vida estaria fadada à escravidão. Numa tradução livre, então, poderíamos substituir a palavra eunuco por excluído, ou ainda escravo e excluído.

Todo homem que vive fora da presença verdadeira de Deus é um excluído espiritual e um escravo do pecado. Sua vida se resume a sofrimento, pois a sua estrutura espiritual sempre reflete na alma e no corpo. Há pessoas excluídas e escravizadas por meio de outras pessoas, outros já nasceram assim, e outros assim o fazem por que querem. A palavra de Deus diz em Mateus 19:11 – Pois há eunucos que nasceram assim, outros foram feitos eunucos pelos homens. E há eunucos que se fizeram eunucos por causa do reino dos céus. Quem puder aceitar isto, aceite-o”.

Muitas pessoas acham consideram-se libertas, são importantes, têm condições, mas nem por isso deixam de ser escravos e eunucos. A palavra diz que este homem era um etíope, oficial importante, encarregado de todos os tesouros de candace. Este homem não era um homem qualquer,  mesmo sendo escravo (talvez por opção…) a bíblia o chama de importante, encarregado de “todos” os tesouros de candace. Candace não era um nome e sim um título dado a rainha-mãe, encarregada de todos os trabalhos seculares do rei. A palavra “todos” neste texto nos chama a atenção, pois isto mostra a amplitude da sua gerência. Este homem era o oficial mais importante da rainha da Etiópia. Quando falamos em eunucos, geralmente pensamos em um homem cuidando das mulheres do rei, mas este homem era “eunuco da rainha”, e certamente ela não tinha uma harém. Este homem era uma espécie ministro da Etiópia de grande importância, encarregado de acompanhar a rainha-mãe em todas as suas responsabilidades, porém nada disso lhe tirava três condições: Escravo, excluído, infeliz, e estas três condições são uma grande muralha capaz de impedir o homem de ver a glória de Deus sobre a sua vida. Acompanhe o texto e comprove: Ainda no versículo 27 a palavra de Deus diz: …Esse homem viera a Jerusalém para adorar a Deus e, 28 de volta para casa, sentado em sua carruagem, lia o livro do profeta Isaias. Perceba que ele estava voltando do culto. Não sabemos como ele fez para entrar pois eunucos não poderiam entrar na sinagoga. Provavelmente deve ter escondido a sua condição para adentrar ao templo e adorar, porém todo este esforço não teve resultados, ele saiu de lá da mesma forma como entrou: Vazio. A palavra diz que ele já estava voltando, e podemos compreender lendo o texto que não tinha entendido absolutamente nada a respeito de Deus. 
Com os escravos e excluídos espirituais é assim. Pessoas levadas por uma mente escrava, muitas vezes escravos de vícios diversos, não conseguem ver a glória de Deus, não conseguem interpretar à luz do Espírito Santo o significado da palavra de Deus. Talvez isto esteja acontecendo em sua vida. Analise e pense: Será que você esta compreendendo a palavra de Deus? A mensagem do Senhor tem atingido o seu coração? Talvez neste momento a sua resposta seja negativa. Talvez você não esteja compreendo as mensagens do Senhor. Preste atenção e compreenda o que o Senhor tem a dizer: Eu disse que “candace” é um título dado à “raínha-mãe”, (ou rainha maior) encarregada de “todos os interesses e obrigações seculares” do Rei. Isto nos faz compreender que ir a Jerusalém era um ato simbólico, uma obrigação regular, uma cordialidade política. No livro de Atos dos Apóstolos nós podemos ver, no capítulo capítulo 6, quando da prisão de Estevão, os Judeus de Cirene, a principal cidade da Líbia, na África do Norte, por consequência uma das principais cidades da Etiópia, discutindo a respeito das palavras de sabedoria de estevão. Nós também muitas vezes estamos na igreja por uma questão de ato simbólico, uma obrigação regular, e até mesmo uma cordialidade política, da boa vizinhança, das amizades, das finanças, porém o propósito principal e verdadeiro centro das atenções, Jesus Cristo, fica muito distante do nosso entendimento. Se Deus está falando com você por intermédio desta palavra avalie o seu coração, clame ao Senhor e Deus com certeza vai mover os céus e a terra para atendê-lo e para mudar o seu entendimento. Deus não quer pessoas escravizadas dentro da igreja, Deus quer pessoas libertas de todo mal, e você precisa estar dentro desta condição.

Como fazer isto?
Encontrando a liberdade em Cristo!
Clame! Deus ouve o clamor do justo. Deus ouviu o clamor do seu povo no Egito, lembrou-se da aliança que havia estabelecido com os seus antepassados e os livrou da escravidão, então Clame! Fale com Deus, abra a sua boca e tenha certeza que o socorro vem, e quando ele vier não vai ter nenhuma corrente forte o suficiente para segurar a sua vida secular, nem financeira, nem espiritual!

O clamor revela a palavra
E não só a palavra, o clamor revela a nossa condição física e espiritual. O texto bíblico nos diz que o eunuco estava lendo as palavras do profeta Isaias, porém naquela época conforme o costume estabelecido pelo Torá, lia-se em voz alta o texto da palavra de Deus e era exatamente isto que o eunuco fazia. O texto o qual lia o eunuco tratava-se com poucas diferenças de Isaias 53.7-8 - “Ele foi levado como ovelha para o matadouro, e como cordeiro mudo diante do tosquiador, ele não abriu a sua boca. 33. Em sua humilhação foi privado de justiça. Quem pode falar dos seus descendentes? Pois a sua vida foi tirada da terra” . Todos nós temos uma passagem da palavra de Deus pela qual somos mais apaixonados, uma passagem capaz de nos motivar ou emocionar além das outras. Neste caso a palavra que emocionava o importante eunuco era esta. Ao ler não conseguia identificar outra pessoa senão ele veja: 1.) Levado como ovelha para o matadouro, e como cordeiro mudo diante do tosquiador. O cerimonial de castração espelhava esta passagem, a criança, o jovem ou até mesmo o homem, era levado até um soldado, nos casos de punição ou sacerdote quando a utilização do escravo fosse destinada ao cuidado de pessoas cuja crença estabelecesse a elas algum tipo de santidade.  Nos dois casos a pessoa era impossibilitada de gritar. Veja se não é assim como se sentem algumas pessoas, levadas a um algoz capaz de lhe tirar toda a capacidade de produzir frutos e realizar seus sonhos. Somos constantemente apresentados ao nosso algoz e o seu nome é satanás, e ele está sempre atrás de roubar a nossa força e a nossa fé, e eliminar a nossa descendência. O texto continua dizendo: Em sua humilhação, foi privado de justiça. Eu não sei como você está neste momento, mas o diabo, o nosso algoz, pode  estar tentando te humilhar, e mais do que isto, privar você do seu direito de defesa. Este é o seu jeito de trabalhar, ele cega as pessoas, deixa-as sem ação em relação aos seus problemas, faz eles se parecerem muito maiores a tal ponto de não termos coragem de expressar nada em nossa defesa. É nesta hora que somos levados ao desespero, e dentro das nossas entranhas começa a ecoar a mesma voz que estava no eunuco: Quem pode falar dos seus descendentes? – Quem poderá dizer algo a seu respeito, quem perpetuará a tua obra se não há obras, onde estão os seus frutos? Não existem, pois estamos estéreis diante da afronta do diabo. Porém amados, o final deste texto, tem algo tremendo e ele diz: “Pois a sua vida foi tirada da terra”, mas certamente não foi tirada dos céus, seu nome já foi escrito no livro da vida. Apocalipse 3.5 – O vencedor será igualmente vestido de branco. Jamais apagarei o seu nome do livro da vida, mas o reconhecerei diante do pai e dos seus anjos. O inimigo pode tocar no seu corpo, pode tocar na sua casa, pode tocar nas suas finanças mas o Espírito Santo que habita em você é intocável e através dele você recebe uma chave. Pode ser uma cópia, porque a verdadeira está com Jesus, mas ela abre e fecha as portas da morte e do inferno, e você não foi chamado para abrir foi chamado para fechar. Feche a porta da tristeza, feche a porta da dor, feche a porta do desespero. Deus tem muitos Felipes para auxiliar a tua vida, para encorajá-lo para fazê-lo compreender as coisas de Deus e superar as suas dificuldades.

Deus abre os olhos do Eunuco
A palavra de Deus diz que o Senhor ordenou a Felipe para se aproximar Carruagem. Toda vez que falamos sobre carruagem falamos sobre carga, ou boa ou má. Neste caso o eunuco estava sentado sobre a sua carga, e Felipe foi enviado para socorrê-lo, e Deus não manda pessoas despreparadas. Veja que o Senhor diz “aproxime-se da carruagem e acompanhe-a”. Pela ótica do Senhor Felipe era capaz de chegar perto, e ajudar o  eunuco, porém perceba o que acontece. Primeiro: A bíblia diz que Felipe “correu” até o eunuco. Felipe significa “tratador de cavalos”. Talvez por isto, ele tivesse esta habilidade de alcançar uma carruagem. Da mesma forma Felipe o apóstolo, correu até Natanael para lhe anunciar as boas novas a respeito de Jesus e da mesma forma Deus vai capacitá-lo não para acompanhar o problema, mas para correr até eles, e resolvê-los. Se você ama a obra do Senhor prepare-se para surpreendê-lo, corra atrás do problema e chegue com a solução. Segundo: A bíblia diz que Felipe ouviu o homem lendo o profeta Isaias. Quando o homem de Deus está capacitado na palavra, ele vai ser sempre um ótimo ouvinte. O apóstolo Tiago, disse no capítulo 1 e versículo 19 – “Meus amados irmãos, tenham isto em mente: Sejam todos prontos para ouvir, tardios para falar…”. Terceiro: Depois de ouvir, Felipe buscou entender o que estava acontecendo – “O Senhor entende o que está lendo?” – Felipe estava dando ao eunuco uma grande oportunidade, talvez uma oportunidade única em sua vida: A oportunidade de abrir o seu coração. Nas palavras daquele homem não estava expressada apenas a sua insatisfação em não compreender a palavra lida, e sim a sua insatisfação, por tudo o que cercava sua vida – “Como posso entender se alguém não me explicar” – Em outras palavras ele estava dizendo: Eu não sei o que estou lendo, eu não sei o que estou fazendo aqui, eu não sei o que acontece. Hoje a igreja está cheia de pessoas que não sabem o que estão lendo, nem o que estão fazendo e nem o que está acontecendo. Só tem um jeito de sair desta situação: Abra a sua boca e clame pela revelação do Espírito Santo de Deus. Certamente Deus vai abençoar a sua vida com uma presença especial capaz de ajudá-lo.

O princípio de correr, andar e caminhar.
O Versículo 36 diz: Prosseguindo pela estrada… . Quando lemos esta passagem na versão João Ferreira de Almeida, lemos diferente – “indo eles caminhando…”. Isto nos dá uma demonstração importante da forma como o Senhor trabalha em nossas vidas. Primeiro é preciso correr, para salvar os cativos, curar os cegos, mudar o entendimento dos descrentes, depois é necessário andar lado a lado com eles, a bíblia nos diz que não fomos chamados para sermos separados do mundo, mas para sermos protegidos dele, o que é bem diferente. Depois de tudo isto, não tenha pressa, caminhar é a melhor forma. Isto significa não forçar o seu irmão relutante a estar em todas as atividades da igreja de uma hora para outra, não obrigar as pessoas a estudarem da mesma forma como você estuda. Tenha calma, logo esta pessoa estará acompanhando o seu ritmo.

O entendimento capaz de quebrar barreiras.
No versículo 37 ainda lemos: …chegaram a um lugar onde havia água. O eunuco disse: “Olhe, aqui há água que me impede de ser batizado?”. Antes de Felipe eu respondo: 1.) Ele era um Eunuco, e eunucos não poderia participar de um cerimonial, 2.) era um estrangeiro desconhecido, e estrangeiros não poderiam participar de um batismo, 3.) Ele era um escravo, e escravos não tinham direito ao batismo. Isto mostra o nível de conversa que Felipe teve com e Eunuco. Felipe abriu os seus olhos e lhe falou a respeito do seu plano de salvação. Este homem até então não compreendia o que lia, e agora já entendia a respeito do processo de salvação de uma alma! Felipe quebrou todas as barreiras para batizar aquele homem e você pode quebrar todas as barreiras para fazer morrer na sua vida todas as coisas que te prejudicam gerando coisas novas pacíficas e duradouras. Como? – “Você pode se crer de todo coração”. Creia no Senhor Jesus e será salvo tu e a sua casa! Creia de todo coração, creia com o máximo das suas forças, e você vai ver e sentir a diferença. Não haverá nenhuma regra, nem nenhuma limitação que te impeça.

Deus só faz história nova em homem novo
Há um louvor (do Fernandinho) que diz: Uma nova história Deus tem pra mim, um novo tempo Deus tem pra mim, tudo aquilo que perdido foi, ouvirei de sua boca, te abençoarei.

A palavra de Deus diz em Mateus 9:17Não se põe vinho novo em odres velhos. Muitas pessoas dizem que vinho significa alegria. Sim, nós até podemos concordar em termos, porém na realidade vinho significa “transformação” de algo sem sabor em algo saboroso, de algo sem cheiro em algo cheiroso, de algo sem cor, em algo colorido. Se você se deixar renovar através da palavra de Deus, ele vai transformar a sua vida em algo muito especial e eu te garanto. Quanto mais tempo passar, melhor vai ficar!

A benção de mão dupla
A bíblia nos diz que o eunuco foi batizado. Quando somos batizados somos renovados pelo poder do Espírito Santo, pois não pode haver batismo verdadeiro sem morte para o mundo. João 3.3 – Em verdade, em verdade eu vos digo que aquele que não nascer de novo não pode ver o reino de Deus. A renovação do neófito é uma via de mão dupla na área das bênçãos do Senhor. No versículo 39 a palavra de Deus diz que quando os dois saíram da água “o espírito do Senhor arrebatou Felipe repentinamente… e o eunuco cheio de alegria seguiu o seu caminho”. Veja amados Deus não deixa ninguém sem pagamento: Felipe foi arrebatado em Espírito. Quem mais passou por isto? Paulo foi arrebatado em espírito, e ouviu coisas das quais não conseguiu falar. O apóstolo Joao foi arrebatado e ouviu por detrás dele uma grande voz como trombeta. Sabemos que trombeta representa a voz de Deus. O apóstolo João ouviu a voz de Deus! Eu creio pela lógica espiritual na qual estamos inseridos que Felipe, neste período ouviu e viu coisas as quais ele mesmo não teve coragem de dizer aos outros, tamanha a glória que ele presenciou. Felipe ouviu a própria voz de Deus ao pé dos seus ouvidos.

E quanto ao eunuco.
cheio de alegria, seguiu o seu caminho. A bíblia não nos dá o nome deste homem, mas nos diz que ele veio da Etiópia, um nação africana. Atualmente comenta-se a respeito da nação africana e dos negros, sob uma alegação de que este povo é amaldiçoado. Eu tenho certeza que vou impactá-los neste momento ao dizer que este homem quebrou todos os laços de maldição sobre o continente africano ao retornar à Etiópia. Este continente distante começa o seu processo de evangelização a partir de Salomão e a Rainha de Sabá. Diz a bíblia em 1ª Reis 10.1-13 que a Rainha veio até o Rei Salomão, seduzida pela sua sabedoria e querendo testá-la. Apesar de não constarem inscrições no compêndio bíblico massotérico, tanto o torá dos judeus quanto o alcorão islâmico fazem referências a uma aproximação maior entre a Rainha de Sabá e Salomão. Conforme a tradição Etiope, esta rainha candace de Sabá teria voltado grávida de Salomão, e educado este filho conforme a tradição judaica. Desde então o continente africano, independente das palavras de Noé, passou a viver sobre uma chamada “tradição” judaica, porém sem grandes embasamentos. Entre estas tradições estava a de peregrinar até Jerusalém para uma das festas tradicionais, a páscoa. Cerca de mil anos depois, um outro homem, Simão Cireneu, também teve um importante papel na história bíblica. Quando este veio adorar em Jerusalém, por conta da páscoa, deu de encontro com Jesus na chamada via dolorosa, inclusive em uma das esquinas da via esta gravado o seu nome em grego. Foi este Simão que ajudou a carregar a verga da injustiça que crucificou o Senhor Jesus, foi ele quem pode estar mais próximo dele naquele momento. Cireneu não se refere ao nome de Simão e sim sua localização. Simão Cireneu vem de uma cidade chamada Cirene, uma importante cidade da Africa. Simão estava preocupado em participar da ceia e receber o vinho que representava o sangue. Porém ele teve a oportunidade de tocar nas vestes de Jesus e ser lavado pelo seu sangue. Tal e qual a Rainha de Sabá, ele voltou impactado a ponto de pregar o evangelho naquele lugar e formar outros pastores. Podemos comprovar isto em Romanos 16:13 quando Paulo manda saudações a Rufo. Rufo evangelista era filho de Simão de Cirene. Este processo gerou ainda mais curiosidade naquele povo, fazendo-os vir para Jerusalém em busca de algo que ainda não tivessem visto, e foi isto que o nosso eunuco etíope fez. Quando ele retornou, “cheio de felicidade”, ele impactou as altas autoridades do reinado, impactou a própria rainha e disse a todos os outros na sua mesma condição: Ele foi levado como ovelha para o matadouro! Quem? – Lhe perguntaram – “Um homem por nome JESUS” – Ele já carregou consigo o nosso fardo para que nós pudéssemos ter paz! E digo mais! Em nenhum momento ele reclamou, porque ele nos amou até a última hora! Em sua humilhação ele foi privado de Justiça, pois a sua justiça não é a justiça dos homens e sim a justiça de Deus que está sobre nós, e a sua vida foi tirada da terra, mas ele continua vivo para todo o sempre no coração de cada um de nós!

Amado, esta palavra é para confrontá-lo e mostrar que para Deus não há excluídos, todos estão inclusos no seu plano de salvação, para Deus não há improdutivos, todos podem gerar frutos, independente da sua condição. Assim como este eunuco você pode vencer todas as suas barreiras, dar muitos frutos e ser conhecido por eles. Creia, ore e seja cheio de jubilo em nome do Senhor Jesus.

Deseja receber esbocos de sermoes gratuitamente? Cadastre seu email:

Confirme no email que lhe enviaremos