Nesta hora festiva, onde nos reunimos na casa de Deus, para compartilhar com vocês, com vossos queridos pais, parentes e amigos o júbilo e a alegria deste acontecimento, dia em que se concretiza o vosso tão almejado sonho – o vosso casamento.
Prezados noivos, vocês estão diante do altar do Senhor, onde, publicamente, querem dar o sim para a vida conjugal e pedir as bênçãos e proteção de Deus no caminho em que daqui para frente querem trilhar lado a lado pelo resto de vossos dias.
O que é o casamento, ou matrimônio?
É a realidade central da vida humana.
É o abraço onde homem e mulher se completam.
É a fonte maravilhosa de amor da qual Deus quis que surgissem as novas vidas.
O nosso mundo tende a considerar o casamento como um contrato, um acordo, um pedaço de papel, que quando a gente não quer mais, rasga pelo meio e joga no lixo.
A realidade do casamento é imensamente mais profunda.
Homem e mulher foram plasmados pelas mãos de Deus UM PARA O OUTRO.
Não é de papel ou no papel a sua união. É de carne e de sangue e de alma.
O Lar era considerado pelos antigos o local onde se mantinha aceso o fogo.
Lar para nós é o símbolo de tudo aquilo que o nosso coração deseja: união, intimidade, força, motivo de viver. A chama que une, aquece e inflama.
Vocês não são do mundo e por isso, certamente é desejo de vocês levar esta promessa que hoje farão, pelo resto das vossas vidas.
O texto que foi escolhido por vocês para estar no convite e também para orientá-los em suas vidas não fala especificamente de casamento, fala da comunidade cristã, que precisa estar unida para prevalecer em tempos de dificuldades. Porém, aqui, o Senhor através do apóstolo Paulo nos mostra como viver também no casamento de forma que ele dure até que a morte nos separe.
O apóstolo Paulo pede para os cristãos de Filipos completarem a sua alegria. Paulo já estava muito feliz pelo que havia ouvido deles, mas pede que eles completem a alegria dele procedendo de forma agradável ao Senhor, vivendo em união. Para manter esta união ele ensina algumas ações muito importantes:
– Pensem a mesma coisa. De agora em diante vocês serão uma só carne, deverão trilhar um caminho juntos até o fim da vida de vocês. Vocês precisam ter o mesmo pensamento: em relação a que? O primeiro pensamento de vocês é querer estar juntos até o fim da vida. Lutar pela união. Aí então também viver um pela felicidade do outro. Deixar de lado o egoísmo, o olhar para o próprio umbigo, mas olhar para o outro e pensar na felicidade do outro. Se o mundo não faz o seu companheiro ou companheira feliz, você precisa fazer. Você precisa fazer a vida dele ou dela fazer sentido. Claro que não podemos em todos os momentos pensar as mesmas coisas, pois cada um tem sua individualidade. No casamento as pessoas não precisam se anular. O casamento não é para se aproveitar dele ou dele, mas para que se ajudem um outro a se realizar como mulher e homem completos. Porém a individualidade não pode servir de meio para brigas. Por isso também ouçam o conselho de Paulo: Pensem a mesma coisa. Paulo continua…
Tenham o mesmo amor. Que amor é esse? O amor que Cristo tem pela sua Igreja. Na carta de Paulo aos Efésios ele compara o relacionamento de marido e mulher com o relacionamento de Cristo com a Igreja. Cristo amou tanto que deu sua vida pela Igreja. Também a igreja em resposta a este amor se submete a Cristo em amor.
Claro que nem sempre é primavera. O amor vai perdendo as flores, não para acabar como pensam aqueles que confundem o amor com flores, mas para enraizar-se cada vez mais fundo e produzir sempre mais e mais frutos.
Amar alguém é se responsabilizar por ele e você por ela. É tomar suas dores. É sofrer juntos. É realmente se entregar completamente a um sentimento puro e duradouro, para sempre.
No entanto, por mais belas palavras e sentimentos, onde não houver responsabilidade, onde não houver entrega total, dedicação, tampouco também haverá amor.
Somos perfeitos? Não. Por vezes pecamos, não temos paciência, não buscamos a felicidade do outro. Somos egoístas. E certamente isto acontecerá com vocês, no vosso casamento. Como vencer o egoísmo. Olha pra Cristo, lembra-te dele e do amor que ele demonstrou. Este amor incondicional precisa ser vivenciado por vocês. O diabo vai sempre estar tentando para não permanecerem juntos, por isso resistam firmes no exemplo do amor de Cristo também perdoando as faltas um do outro. Quem ama perdoa a partir do arrependimento.
O texto termina assim: sejam unidos de alma, tendo o mesmo sentimento.
No grego original o termo unidos de alma, subentende Pleno Acordo, quanto aos propósitos, às intenções, às ações, como se uma única alma vivesse em vocês. Tal palavra era usada a fim de indicar atitudes harmoniosas, que se manifestam em forma de ações que importam em cooperação de todo o coração, de boa vontade.
Como podemos viver em harmonia absoluta, ou em Pleno Acordo. Vocês conseguirão? Sim. Com a ajuda do Espírito Santo. Somente o Espírito Santo pode operar tal entre os homens, os quais, naturalmente, são egoístas e facciosos, portanto tudo ocorre somente através do nosso desenvolvimento espiritual.
Só estando em Cristo é que conseguiremos agir desta maneira, pois Cristo muda o nosso viver; o nosso jeito de ser. Ele muda a nossa mente; o nosso ser!
Cada dia precisamos aprender mais, precisamos investir em nosso relacionamento. O Senhor nos convida a vir a sua casa para continuar nos animando para não desistirmos de nosso cônjuge. Dediquem tempo a aprender o que o outro gosta, para poderem ser felizes, sempre crescendo em amor e fidelidade um ao outro. Problemas virão, mas confiem em Cristo e espelhem-se nele que tudo será resolvido. Acima de tudo, vivam as palavras do texto de vocês: Completem a alegria de Deus de forma que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo o mesmo sentimento e Deus os abençoe. Amém.
Oração:
Bondoso Deus e amado Pai. Enquanto o mundo acha o casamento e a família uma instituição falida, nós que somos teus filhos não pensamos desta maneira. Estes jovens que estão diante do teu altar vêm pedir tua benção e proteção nesta nova etapa da vida que querem trilhar juntos. Bondoso Deus abençoe-os para que o diabo não tenha poderes sobre eles. Não permita que eles se afastem de ti e da tua palavra. Mantêm eles firmes, Senhor e os ajude. Usa-nos também como teus instrumentos para ajudar e aconselhar estes teus filhos para não desistirem. Fica com cada casal que se encontra hoje nesta tua casa e os ajude a permanecerem firmes e fiéis por toda a vida, até que a morte um dia nos venha separar. Em nome de Jesus. Amém.

Você conhece o autor desta mensagem? Informe-nos pelo email reveder@gmail.com, para que possamos dar os devidos créditos.