1- DEUS FALA NA NATUREZA 
– Sl 19.1 e Rm 1.20. Revelação natural ou revelação geral: Deus deixou suas marcas no mundo. 
– A natureza são as impressões digitais de Deus. Infelizmente, ao invés de adorar o Criador, o homem adorou a criação: Rm 1.21-23. 
– Um princípio filosófico: o nada não pode gerar o nada. Deus criou. 
2- DEUS FALOU PELOS PROFETAS 
– 2.100 vezes: “assim diz o Senhor”. Revelação verbal ou proposicional (proposições verbais). Os profetas tinham nítida consciência de que Deus falava por eles. Mas muitos loucos também! Mas uma revelação provada pela história. Os casos de Belsazar e Miquéias 5.2. 

3- DEUS FALOU PELA CONSCIÊNCIA DO HOMEM 
– Pv 20.27. Revelação moral. Homem pergunta: “Devo? Posso?”. O homem tem noção do certo e do errado. 
– Muitos grupos combatem a Bíblia ou tentam fazê-la concordar com eles. Sabem que estão errados e buscam suporte ou aniquilá-la. 
– As consequências de abafar a consciência são imprevisíveis. O caos moral. 
4- DEUS FALOU EM JESUS CRISTO 
– Palavra final: “nos últimos dias”, tanto cronologia como escatologia. Nos tempos finais. Vivemos os tempos finais. Jo 1.14. Não revelou conceitos ou idéias? A si. Cl 1.15. “Imagem” é eíkon, “espelho”. “Revela-te a mim”, diz um cântico. Ele se revelou em Jesus, que é sua última Palavra. Uma Palavra viva (Hb 4.12), porque é uma palavra que se encarnou e vive.

CONCLUSÃO
– Deus falou. Não fala? Ainda fala hoje, mas em termos de revelação, completou o que tinha para dizer. Que ouçamos sua voz na Bíblia e não nossos insights, dizendo-os voz de Deus. “Senti no meu coração!”. Leia Jeremias 17.9. O certo não é o que você sente, mas o que a Bíblia diz. Deus continua nos falando. Que o escutemos!

Pr Isaltino