O EXEMPLO DEIXADO POR JESUS
Texto Básico – Fp 2.5-8
Falar sobre o modelo, o padrão, o exemplo deixado por nosso Senhor Jesus para ser observado pela Igreja; Jesus é o padrão de vida para os seus seguidores, conforme os textos a seguir: 
– (Filipenses 2.5) – De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 
– (João 13.15) – Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também.; 
– (Mateus 10.24,25) – Não é o discípulo mais do que o mestre, nem o servo mais do que o seu senhor. Basta ao discípulo ser como seu mestre, e ao servo como seu senhor. Se chamaram Belzebu ao pai de família, quanto mais aos seus domésticos? 
– (I Coríntios 11.1) – Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo. 
– (Efésios 4.13) – Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, 
– (Efésios 5.1) – SEDE, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;

Aprenda a ser u pregador de excelencia hoje mesmo

1) O EXEMPLO DE RESIGNAÇÃO DE CRISTO (renunciar, demitir-se). O Senhor Jesus Cristo esvaziou-se de sua glória, assumiu uma natureza humana fragilizada, sujeita a tentação e as intempéries da vida.
– (Filipenses 2.6,7) – Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens;
– (João 1.1) – NO princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. (João 1.14) – E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade.
– (João 14.28) – Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu.
(João 17.5) – E agora glorifica-me tu, ó Pai, junto de ti mesmo, com aquela glória que tinha contigo antes que o mundo existisse.
(Hebreus 2.9) – Vemos, porém, coroado de glória e de honra aquele Jesus que fora feito um pouco menor do que os anjos, por causa da paixão da morte, para que, pela graça de Deus, provasse a morte por todos.
2) O EXEMPLO DE HUMILDADE DE CRISTO (rebaixar-se, menosprezar-se). Cristo humilhou-se, viveu como servo apesar de ser Senhor, sofreu os piores sofrimentos que um ser humano poderia suportar.
– (Filipenses 2.8) – E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
– (Lucas 2.7) – E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
– (Mateus 11.29) – Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas. 
(Mateus 21.5) – Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, Manso (humilde), e assentado sobre uma jumenta, E sobre um jumentinho, filho de animal de carga.
– (João 13.4,5) – Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido. 
– (Tiago 4.10) – Humilhai-vos perante o Senhor, e ele vos exaltará. 
– (I Pedro 5.5,6) – Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;
3) O SENTIMENTO DE OBEDIENCIA DE CRISTO (fazer a vontade de alguém superior). O Senhor Jesus viveu uma vida de obediência incondicional a vontade de seu Pai celestial.
– (Filipenses 2.8) – E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
– (João 4.34) – Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra. 
– (João 5.30) – Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou. 
– (João 6.38) – Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.
(Mateus 26.42) – E, indo segunda vez, orou, dizendo: Pai meu, se este cálice não pode passar de mim sem eu o beber, faça-se a tua vontade. 
– (Romanos 6.18) – E, libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça. 
– (Romanos 6.22) – Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna. 
4) O SENTIMENTO ALTRUISTA DE CRISTO (colocar o interesse de outrem acima do seu). O Senhor Cristo viveu em função dos outros e morreu por eles.
– (Filipenses 2.8) – E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz.
– (João 10.18) – Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.
– (João 12.24) – Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. 
– (Lucas 19.10) – Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.
– (Romanos 5.6,7,8) – Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. 
– (I Pedro 3.18) – Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; 
– (II Coríntios 5.15) – E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 
– (I Tessalonicenses 5.10) – Que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele. 

Somos instados pelas Sagradas Escrituras para seguirmos o exemplo deixado pelo nosso Senhor, para que Deus seja glorificado em nossas vidas.