– O orvalho é a bênção de Deus. Vemos isso quando Isaque abençoa Jacó em lugar de Esaú, em Gn. 27:28,39 – que Deus te dê do orvalho do céu, e dos lugares férteis da terra, e abundância de trigo e de mosto; respondeu-lhe Isaque, seu pai: longe dos lugares férteis da terra será a tua habitação, longe do orvalho do alto céu. Em Nm. 11:9 diz: e, quando o orvalho descia de noite sobre o arraial, sobre ele descia também o maná.. Em Pv. 19:12 diz: a ira do rei é como o bramido o leão; mas o seu favor é como o orvalho sobre a erva.. No Sl. 133:3 diz: …como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Siäo; porque ali o Senhor ordenou a bênçäo, a vida para sempre. 

O que acontece à igreja, quando o Senhor é o seu orvalho?

1. A igreja fica bonita – vs. 5 – florescerá como lírio. O lírio é considerada a flor mais bela na Bíblia. Sl. 96:9 diz: adorai ao Senhor na beleza da sua santidade; tremei diante dEle, todos os habitantes da terra.

2. A igreja fica firme – vs. 5 – raízes como o cedro. O sl. 125:1 diz: aqueles que confiam no Senhor säo como o monte Siäo, que näo pode ser abalado, mas permanece para sempre.

3. A igreja cresce – vs. 6 – estender-se-ão os seus ramos. Em jo. 15:5 diz: Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em Mim e Eu nele, esse dá muito fruto; porque sem Mim nada podeis fazer.

4. A igreja brilha – vs. 6 – esplendor como o da oliveira. Esplendor é um brilho intenso. Da oliveira se produz o azeite, um artigo nobre na bíblia. No AT quando se queria elogiar o esplendor de alguém se dizia que ele era como uma oliveira. Sl. 52:8 – mas eu sou qual oliveira verde na casa de Deus; confio na bondade de Deus para sempre e eternamente. Sl. 128:3 – a tua mulher será como a videira frutífera, no interior da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira, ao redor da tua mesa. Jr. 11:16 – denominou-te o Senhor oliveira verde, formosa por seus deliciosos frutos; 

5. A igreja tem perfume – vs.6 – fragrância como a do líbano. Era de onde vinham as plantas aromáticas. II Co. 2:15 diz: …porque para Deus somos um aroma de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem.

6. A igreja é refrigério – vs. 7 – assentam à sua sombra. A igreja serve de sombra. Ela traz de volta os desviados que, cansados do sol, foram em busca de lugares mais frescos. Os que estão nessa igreja terão vida e crescerão dia a dia na presença do Senhor.

7. A igreja é conhecida – vs. 7 – fama como a do vinho do líbano). Todos vão ouvir falar dessa igreja, onde o Senhor é o orvalho abundante. 

Conclusão: Se o Senhor é o orvalho da igreja, nela haverá beleza, firmeza, crescimento, brilho, perfume e refrigério.

P.G