– Paralíticos eram muito comuns nos tempos bíblicos. Não havia apoio médico disponível para pessoas com deficiência e sua única esperança era a intervenção divina. 
– Essa passagem fala sobre um paralitico de Cafarnaum e quatro amigos decididos a ter um encontro com Deus. 

1. Extraordinária fé e persistência 
A. Eles estavam determinados a não voltar atrás 
1. Eles tinham uma carga de problemas, carregando o paralítico pelas estradas empoeiradas daquela região. 
2. A entrada estava bloqueada e eles não podiam entrar 
3. Eles tinham duas opções. Voltar ou encontrar um caminho alternativo para entrar na casa. 

B. A fé extraordinária era a fonte da persistência 
1. Sua fé em Deus, motivou-os a superarem as barreiras. 
2. A fé produz perseverança (Tiago 1:3) 
3. Quando Jesus viu a fé deles… (Marcos 2:5a) 

C. Mantenha a persistência (Mateus 7:7-8). 
1. Se a sua fé, é verdadeira, você nunca vai desistir, porque você sabe que Deus nunca desiste. 
2. A fé sem ação é morta (Tiago 2:17) 
3. Alguém disse: “Vencedores nunca desistem e desistentes nunca vencem.” 

2. O perdão do pecado 
A. Jesus não abordou direto a necessidade da cura do paralítico, porque… 
1. Ele queria deixar claro que o sofrimento do homem está na separação de Deus. 
2. O pecado não é a fonte de toda a enfermidade, mas o perdão do pecado escolta a cura física. 

B. Somente Jesus pode perdoar os seus pecados. 
1. Religiões, costumes e rituais não pode trazer a cura. 
2. Jesus tem autoridade para perdoar pecados, porque Ele é de Deus. Ilustração: O presidente do Sri Lanka tem a autoridade legal para tornar qualquer prisioneiro livre, segundo a sua vontade. 

C. Humilhe-se diante de Deus, enquanto você está sentado aqui ouvindo a palavra de Deus. Arrependa-se e reconheça sua necessidade de Jesus, um mediador para restaurar o rompido relacionamento com Deus. 

3. O paralítico obedeceu a ordem de Jesus. 
A. “a ti te digo: levanta-te, e toma o teu leito, e vai para tua casa. E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos” Marcos 2:11-12 
1. A verdadeira fé exige ação de obediência. 
2. Esta declaração deve ter soado muito extrema para os outros, mas o paralítico não fez qualquer pergunta. 

B. Ele fez a sua parte 
1. Os amigos fizeram o seu trabalho 
2. Deus fez sua parte 
3. Finalmente, o paralítico cumpriu seu próprio papel. 

Conclusão 
A. Este é o momento de você dar um passo a frente com fé. 
1. Eu fiz a minha parte pregando a palavra de Deus. 
2. Deus já cumpriu a parte dele, ele já te perdoou. 
3. É hora de você dar um passo de fé em obediência. 



Pr. Aldenir Araújo