O problema

Você tem problemas?

Que bom!

Então você esta prestes a se tornar um agente de mudanças para você mesmo, para outros, e quem sabe para a humanidade. Sim! É isso mesmo!

Entenda que todo problema nada mais é do que uma fonte de inspiração na busca de resolvê-lo. Lembre-se: Todo problema tem solução; se não tiver solução logo não é problema.

Todos os objetos, utencílios, vestuários foram desenvolvidos a partir de um “problema”.
Em nossa vida não é diferente. Se temos um problema a nossa frente, temos a necessidade de romper com ele, e vencê-lo.

Tomando por base a vida humana, veremos que durante boa parte de nossa existência, gastamos nossas energias para resolvermos problemas diários. Isso se torna um círculo sem fim, pois o homem não sabe viver sem um “problema” para ter motivação para alimentar esta grande engrenagem chamada existência.

Se não existir um problema este círculo para. São eles (os problemas) que faz a roda girar. E por falar em roda, uma das maiores invenções da humanidade, surgiu graças a um “problema”. A dificuldade de se transportar coisas sobre os lombos dos animais já estava causando tantos “problemas” que os homens precisavam de outra maneira de transportar coisas. Essa necessidade surgiu trazendo como solução a roda que hoje conhecemos. Assim, vemos que todo “problema” é em potencial uma forma de nos motivar a algum tipo de mudança. Isso aplica-se também á nossa vida.

Como conseguiríamos trocar a roda de um carro se não tivéssemos um macaco, uma chave de rodas, parafusos…

O que quero dizer é que, todas as vezes que um “problema” for resolvido, surgirá outro em decorrência da solução anterior, ou seja: Uma solução gerará um problema, que gerará uma solução, que gerará outro problema, que gerará outra solução, e assim por diante.

O Cataflan surgiu por causa do problema da cefaléia. E o absorvente… O guarda chuvas surgiu para solucionar o “problema” de nos molhar. Em fim, seja qual for o problema ele nos inspirará.

Você que esta lendo este texto esta passando por um problema nesse momento? Pense que a solução dele depende somente de você.
   Quer vencê-lo? Vou dar-lhe uma dica, aliás algumas dicas para que seja colocada em prática já.
Esses princípios o ajudarão a entender o processo benéfico do “problema”. Aviso! Eles não terão o resultado esperado se você não for paciente, pois todos os “problemas” demandam tempo para serem solucionados.

Primeiro princípio.

- Decisão.
Quando os problemas surgem, a primeira coisa a fazer é tomar a decisão de vencê-los. Ser otimista e encarar o “problema” como um desafio, um obstáculo a ser vencido.
Segundo princípio. 
 
- Atitude.

Ter atitudes pensadas que facilitam o processo. Olhe para o “problema” e diga: O que posso estar aprendendo com ele? Como posso usá-lo para meu crescimento? O que ele estará me dizendo?  Determine a você mesmo que o problema é menor em relação á sua vontade de vencê-lo.

Terceiro princípio.

- Alvo.
- Todo maratonista tem diante de si um “problema”, a distância a ser percorrida. Para vencer, ele precisa ter um alvo, a linha de chegada. Ele decide, toma atitude, mira o alvo e corre… O seu alvo determinará o sucesso ou o fracasso sobre o problema.

Não há fórmulas mágicas para a solução de problemas. Até por que eles existem para tornar a vida algo que valha a pena. Sem essa adrenalina produzida por eles não teríamos TV’s de LED ou LCD, não teríamos carros confortáveis para nos locomover, não teríamos a facilidade de um analgésico.

Toda resolução de um problema demanda suor, e em alguns casos, lágrimas. Mas eles existem e estão aí, todo o tempo, em todo lugar a nos rodear. O que faremos então? Deixaremos nos sucumbir por eles, ou nos levantaremos e os venceremos? Eu prefiro lutar e vencer!
Lembre-se dessa célebre frase de meu velho e sábio pai; “Todo problema tem solução; se não tem solução não é problema”.
Você é um vencedor nunca deixe ninguém dizer o contrário.
Gostaria de receber esboços gratuitamente?

Deseja receber esbocos de sermoes gratuitamente? Cadastre seu email:

Confirme no email que lhe enviaremos