O Bicho
Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.

Manuel Bandeira


Eu tive fome e tu formaste um grupo para discutir o problema, Estive presa e tu te retiraste para tua capela para orar por minha libertação, Estive nua e tu questionaste a moralidade da minha aparência, Estive enferma, e tu te ajoelhaste agradecendo a Deus por tua saúde,Estive desabrigada, e tu falaste de abrigo espiritual em Deus, Estive solitária, e tu me deixaste sozinha para orar por mim, Tu parecia tão Santo, tão próximo de Deus!Mas eu ainda estou com fome, presa, nua, desabrigada e sozinha. ( autor desconhecido)