– Refidim, lugar entre Sim e o Sinai.

– É o primeiro conflito armada enfrentado por Israel na saída do Egito.
– Pela primeira vez Josué é mencionado.
– Amalequitas. Descendentes de Esaú. Formavam uma tribo nômade no deserto.
– Junto com o Cananeus atacaram várias vezes Israel. Até os reis Saul e Davi.
– Deuteronômio 25:17 nos informa quem os amalequitas atacaram: ” e eliminaram todos os que ficaram para trás”
01. Muitos estão cansados.
– Alvos preferidos de Satanás. I Pedro 5:8
– Sem vontade de buscar ao Senhor. Orar, cultuar, testemunhar.
– Ilustração João 10: 10 -15. As ovelhas atacadas e abandonadas.
02. Os cansados precisam de ajuda.
– A minoria ficou para trás.
– Moisés disse: “Escolhe alguns homens, volte e lute”
– Todos param para ajudar. Poderiam prosseguir, fugir.
– Lembrar o significado de Betesda: “Casa de Misericórdia”
03. Formamos um corpo.
– Estabeleceu-se um círculo: “Josué e os soldados lutam – Moisés ora – Hur e Arão seguram seus braços – Josué e os soldados lutam …. “
– Esta dinâmica faz a igreja vencer e crescer.
– Êxodo 17:11 “Enquanto Moisés mantinha as mãos erguidas”.
– Mãos erguidas = Dependência total de Deus. Rendição total.
04. A humildade do pastor.
– Moisés não era um super – homem.
– Ele possuía um forte sentimento de inferioridade. Vejamos: Êxodo 2: 11-15 eÊxodo 3: 11.
– Ele depende de Deus e dos outros.
– Os dois pilares que sustentam qualquer pastor.
05. Jesus teve seus braços erguidos.
– Hebreus 4: 14-16
– Moisés é apenas uma sombra do que Jesus fez.
– João 19: 17-18. Jesus teve seus braços abertos. Ninguém pode ajudá-lo. Morreu por todos, para nos dar a vitória sobre todas as batalhas, inclusive a da morte.
Conclusão.
– “Estamos em Refidim”. Um deserto onde o inimigo ataca.
– Precisamos ajudar os cansados.
– Formamos um corpo. Precisamos uns dos outros.
– Por causa de Jesus, pelo que Ele fez na cruz, podemos levantar altares de gratidão. “O Senhor é nossa bandeira”